Desenho meu no blog da”2000 AD”

Todos os meses a revista britânica 2000 AD, famosa por Judge Dredd e outras séries de quadrinhos de ficção científica, promove uma competição na qual os leitores podem enviar desenhos sobre determinado tema proposto. Neste mês, o tema da competição foi o Chopper, personagem que faz parte do universo do Juiz Dredd. O Chopper é um surfista aéreo que defende ideias anarquistas e cujo nome verdadeiro é Marlon Shakespeare.

Pois bem, fiz um desenho do Chopper e esse saiu publicado no blog oficial da 2000 AD no Tumblr. Quem quiser, pode conferir no link abaixo, curtir e compartilhar nas redes sociais:

https://2000adonline.tumblr.com/post/146025352904/chopper-by-tulio-vilela-for-the-june-art#disqus_thread

Perdi minha senha do Gmail e o suporte da Google é uma piada

Recentemente, fiz a besteira de trocar a minha senha do Gmail por uma relativamente mais segura. Foi aí que os problemas começaram! Mesmo sem o caps lock estar ativado e mesmo digitando a senha que estava salva no Chrome, eu não conseguia acessar a minha caixa de mensagens do Gmail. Para piorar, a Google inventou um esquema de segurança que é tão seguro, mas tão seguro, que impede o usuário de acessar a própria conta.

Ao solicitar a nova senha, opções como enviar a minha senha para o meu outro endereço de e-mail (que consta no meu cadastro no Gmail) e para o meu número de celular (que também consta no meu cadastro no Gmail) não estavam disponíveis! Ou seja, até apareciam essas opções, mas elas estavam DESABILITADAS. As únicas perguntas feitas pelo sistema eram qual a última senha que eu me lembrava e em qual ano e mês criei a conta. Francamente, como é que vou me lembrar do mês e ano exatos de uma conta que deve ter sido criada por volta de 2012?

Resultado, na minha outra conta de e-mail (que não é do Gmail) só recebi respostas automáticas do Google, dizendo que as informações que havia fornecido não eram suficientes para localizar minha conta e ter certeza de que eu era eu mesmo. Isso mesmo tendo fornecido na minha solicitação informações como meu número de IP, hora e data da última vez que acessei a conta, nomes ou endereços de alguns contatos etc. Depois, recebi um convite para avaliar a qualidade do suporte da Google! Fiz a tal avaliação, assinalando “totalmente insatisfeito” em todas as opções e comentei que achei o serviço “uma bosta”, o que até chega a ser um elogio, pois pelo menos a bosta serve para adubo, enquanto o suporte deles me foi totalmente inútil.Enfim, os caras bolaram um sistema de segurança que certamente não deve ser tão seguro assim contra invasores de verdade, e que só acaba funcionando contra os próprios usuários. Poizé, perdi um monte de arquivos que estavam no Google Drive. O prejuízo só não foi maior porque, felizmente, eu pude alterar o e-mail de contato para outros serviços que utilizo como o DevianArt, por exemplo. Só estou postando este texto para fazer a merecida publicidade negativa que eles merecem por um suporte que não funciona.

suporte

Homenagem a Moebius: Arzach e Blueberry

O francês Jean Giraud (1938-2012) é um dos desenhistas mais influentes de todos os tempos. Giraud se destacou em dois gêneros com igual competência: faroeste, para o qual criou a série Tenente Blueberry , em parceria com o roteirista belga Jean-Michel Charlier (1924-1989), e ficção científica (ou fantasia com elementos de FC), para os quais desenhou várias histórias para a revista Metal Hurlant, da qual foi um dos fundadores. Os quadrinhos de faroeste ele assinava como “Gir” enquanto os quadrinhos de FC ele assinava como “Moébius”, pseudônimo que ele utilizou pela primeira vez quando colaborou na revista francesa de humor Hara Kiri, publicação que pode ser considerada uma espécie de antecessora do Charlie Hebdo. Giraud desenhava com a mesma maestria (e sempre procurando inovar) tanto paisagens do oeste norte-americano quanto paisagens de mundos localizados em outros sistemas solares. Influenciou artistas de quadrinhos de diversas partes do mundo, tanto na Europa, quanto nos Estados Unidos, na América Latina e até no Japão. , onde ainda existe uma certa xenofobia em relação aos quadrinhos estrangeiros. Prova disso é que Moébius é o autor ocidental de quadrinhos mais vendido no Japão e influenciou muitos desenhistas de mangás de ficção científica: Katsuhiro Otomo (Akira), Masamune Shirow (Ghost in the Shell), Nihei Tsutomu (Knights of Sidonia), Hayao Miyazaki (Nausicaä do Vale do Vento) entre muitos outros. Entre os outros artistas que foram influenciados por ele, podemos citar  são John Byrne (repare na maneira como ele desenha astronautas ou na sua versão de Krypton quando reformulou o Super-Homem nos anos 1960), Dave Gibbons (repare em como ele desenhou o Doutor Manhatan em Marte), o brasileiro Watson Portela (Paralelas).

A ilustração colorida que estou postando hoje foi tanto para homenagear quanto parodiar esse artista. Eu a havia feito especialmente para o concurso Moebius May , promovido em maio deste ano pela editora Humanoids Inc. Apesar de não ter ficado entre os quatro finalistas, recebi um e-mail de um dos funcionários da editora, Gavin Highnight, que também é roteirista de desenhos animados das séries das Tartarugas Ninjas e do Ultimate Spider-Man, que agradeceu pela, nas palavras dele, amazing art. Pra mim isso já foi um prêmio, pois mesmo que conseguisse ficar entre os finalistas, não poderia receber o prêmio (uma edição de luxo do Incal, série de FC criada por Moebius e pelo roteirista chileno Jodorowski), pois, segundo o regulamento do concurso, os prêmios só poderiam ser entregues a participantes residentes legalmente nos Estados Unidos.